Pages

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 2 de janeiro de 2011

7 pérolas...




Sempre me assusto com os pensamentos que tenho nas férias. Eu hoje na piscina, em plena vida boa, comecei a lembrar de relacionamentos anteriores e vi que posso rotular cada um com apenas 1 palavra:


“O príncipe”


Essa história começa há 8 anos quando o que seria mais uma paixão platônica tornou-se algo real. Acabou rendendo meu first kiss. Foi perfeito porque era a pessoa que mais desejava, mais sonhava e que nunca imaginava que seria possível. Um conto de fadas... Só não sabia que o príncipe se tornaria um sapo tão rapidamente. Eu, toda bobinha, não me impus e acabei aceitando todo desaforo de um cara nem um pouco a fim. Até hoje acredito que aquilo me marcou profundamente, nunca mais fui a mesma. Triste, viu.  Agora eu consigo enxergar o contexto. Eu fui errada em aceitar a situação, mas o sapo era realmente  muito imaturo. Um conjunto de fatores que desencadearam  rotular essa relação como rejeição.


“Cálice de cicuta”


E como tudo passa isso também desvaneceu...  E foi a vez de achar que tinha encontrado minha alma gêmea. Tamanho o poder que teve sobre mim, acredito até hoje manter uma quedinha por ele (mesmo assim não vai além, somos até amigos). Uma pessoa que despertou minha simpatia desde os 9 anos (quando o conheci). Naquela época de bolinha x luluzinha em que meninos eram "inimigos" das meninas, eis que encontrei uma pessoa amigável no outro time. Passaram-se 7 anos e num dia desses normais, olhei com outros olhos para ele. Em questão de uma semana já teve início uma história legal.  Foi avassalador e se melhorasse, poderia estragar. E estragou...  Antes vou explicar: Cicuta foi um apelido  que  eu e minhas amigas colocaram em alusão ao cálice de cicuta de Sócrates porque esse menino, como um bom apreciador de bebidas alcoólicas, vivia com um copo na mão. Tínhamos a necessidade  de um apelido que remetesse a idéia de copo/ cálice. Foi ai que estudando filosofia, especificamente a história de Sócrates, nos deparamos com o nome perfeito.  Voltando ao que interessa, em um desses momentos alcoólicos, sem saber que eu estava presente numa festa, ele beijou outra e acabei vendo. Que cena!! Segurei pra não desabar, esperei mais meia hora na festa, dancei o quanto pude e fui embora. Ainda me deparei com o cara-de-pau na saída. O fim, né. A gente brigou e demorou a ficar em paz de novo. Esse foi o veneno da traição.
           

“O conquistador”


Outra cidade, outra fase... Encontrei uma paixão a primeira vista. Irônico porque não acreditava nisso... Em pouco tempo essa pessoa tão carinhosa e cheia de planos pro futuro, tornou-se meu primeiro namorado. Apesar de ser bem pé no chão e não acreditar em todos ‘migués’ de um homem, ele conseguiu me enrolar por meses. Até que depois de não ligar, não atender ao telefone, não estar disponível e não me procurar  restou o término. Era recente e não foi difícil fazer isso, o único ponto que pesou foi o fato de sua família  ser muito adorável. Mas na baixa estima que estava isso foi o de menos. Nunca vi um namorado tão desinteressado e nunca me senti tão maltratada. Por que tanto descaso?
           

O sarado”


Em uma festa de faculdade típica pra encontrar só um ‘peguete’, encontrei essa pérola. Ele me encontrou em um momento de fragilidade: quando tinha desencontrado de minhas amigas. Começou a jogar conversa fora e por fim cai na dele. Moço responsável, educado, dedicado, carinhoso e sarado. Tudo de bom! No início era conveniente estar com ele porque era muito bonzinho, só que acabei gostando.Porém... esse cara tinha uma ex que ainda mantinha interesse por ele. E quando fui pra minha cidade de férias houve um encontro casual e os dois voltaram. Quando ele veio me contar em lágrimas, achei que se tratasse de apenas um deslize, fiz jogo duro, mas ia perdoar. Mal sabia que os dois já estavam juntos e que ele estava fazendo apenas um comunicado.
Essa foi uma das minhas maiores gafes amorosas e também uma das coisas que mais me trouxe insegurança. Parece que não fui o suficiente pra ele abandonar o passado.
           

“O complexo”


Falam as más línguas que mulheres são seres complicados, mas o que falar de um homem assim? Depois de curtir 1 mês de solteirice, encontrei esse cara ‘complicado e perfeitinho’.  Anos mais velho, extremamente inteligente e culto ele me conquistou rapidamente. A companhia era muito agradável e tínhamos muitas afinidades o que acabou nos aproximando muito. Curtimos momentos maravilhosos e, com certeza, me ensinou muita coisa. Porém ele era complicado, simples assim. Ora colocava mil empecilhos, ora deixava tudo fácil. Acordava bem e de repente tudo era treva. Sofria de insônia, tinha largado um emprego, tinha fases de farra e viagens intermináveis. Era um fanfarrão instável. Eu me redobrava para fazer tudo dar certo até chegar a um ponto que não me sentia mais confortável com aquela falta de vínculo. Terminei com chave de ouro: falando o que não deveria. Isso impediu que uma amizade continuasse,o que foi uma pena. Ele me mostrou que menos é mais. De complicada basta eu.


“O bonzinho”


Sabe o tipo de pessoa que chega na ocasião certa e te dá todo o apoio do mundo? Pois é, o bonzinho. Acabou que emendei o relacionamento anterior com esse. No fim, ele me ajudou a segurar as pontas mesmo sem saber disso. Respeito ao extremo, me elevou à deusa dos seus sonhos em pouco tempo. Sempre senti segura ao lado dele e confortável, porém achava que ele não era tão romântico quanto gostaria. Mas nem foi esse o ponto crucial para o fim. Na verdade, acredito quando dizem que as mulheres não gostam de homens muito bonzinhos. Meu interesse por ele foi embora e passei a desprezá-lo. Logo ele percebeu e começou a me cobrar até não aguentar e pedir o término. Fiquei mal, confesso. Afinal, ele me mostrou o outro lado do que  havia  vivenciado muitas vezes e o que acontece quando não há sentimentos recíprocos. Dessa vez, eu que levei o sofrimento.


“A incógnita”


Recente e atual. Mais curvas do que linhas, o que faz acreditar que a única certeza  é se tratar de um sentimento enorme e marcante. Tive a oportunidade de conhecer essa pessoa aos 45 minutos do segundo tempo, digo isso porque já estava de mudança e o conheci em uma noite qualquer. Fico brincando que há 22 anos a vida está me pregando peças e essa, com certeza, foi uma das grandes. Pelo o que sei tem um pouco de todos citados anteriormente e ainda por cima, já tem meu coração. Há alguns dias distante e sinto saudades que nunca senti por outro. Se eu pudesse escolher alguém pra estar nesse momento seria ele. Trocaria muitas coisas por esse momento. Tivemos pouco tempo para estarmos juntos, mas já foi suficiente pra entender esse sentimento. Sei que as circunstâncias não ajudam e que sou muito sonhadora, mas realmente queria que desse certo. Não sei... acho que só o tempo pra dizer.Que seja eterno enquanto dure.


Bom, passei por isso tudo! Uns mais intensos outros nem tanto, mas o certo é que fizeram eu aprender muitas coisas e trago um pouco de cadaum comigo. Nem tudo são flores e também nem tudo são espinhos, portanto tivemos o que cativamos.


6 comentários:

Mika °° disse...

Oie Reis,

Adorei seu blog também, muito encantador. Os textos são ótimos e o layout lindo.

Sobre o post, preciso confessar que também já passei por canalhas assim... hahahha

Com o tempo a gente aprende, afinal ninguém gosta de levar na cara!

Eu fiquei mais resistente e menos romântica, também não acredito em muita coisa que eles falam. Prefiro dar tempo ao tempo e ver como são as coisas, para mim funcionou.. hehe

Beijos querida,

ogatoquepesca.com

Bybarbara disse...

Olá querida x)
amei sua visitinha no blog!
Seu poste ficou ótimo...
sempre vou te visitar bjinhosss e ótimo 2011!
Barbara

Carla Pinheiro disse...

Oiê...

Muito legal... acho que o conquistador é o pior...hihihi

Um beijo enorme.

Agora tô pronta disse...

é você que escreve tudo?
Bom adorei, as fotos são ótimas e os textos melhores ainda.
beijos.
Obrigada pela visita e feliz 2011.

Vanessa de Souza. disse...

Ual, adorei tudo que você escreve por aqui.
Fiquei muito encantada.
Passarei aqui SEMPRE.
http://wondernailvarious.blogspot.com/2011/01/sorteio.html

beijs

Gisa disse...

Oiee linda!! Passando pra retribuir a visitinha lá no blog.

Bjoss

www.universodagisa.blogspot.com