Pages

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Será que você era tudo mesmo que me faltava?



Algumas perguntas nos trazem mais entendimentos do que respostas...
E partindo desse pressuposto me faço algumas indagações, recorro a algumas lembranças e entendo que superestimei muito um relacionamento. Não que tenha faltado sentimento, mas é que ainda é preciso reconhecer que circunstâncias temporais e espaciais influenciaram e determinaram o futuro dessa relação. Somado a isso, apareceram adversidades que ofuscaram o que antes tinha brilho próprio.
Ao término, adicionaram-se doses de desespero, tristeza, frustração. Resultado? Um coquetel de sofrimento, que após uma noite de excessos, apareceu na forma de uma ressaca que dóia, que martelava ainda mais a rejeição.
Por inúmeras vezes o suspiro foi mais forte do que esperava, o que tornava minha respiração mais dolorosa. Por muitas vezes vi uma fonte de lágrimas salgadas brotar no meu rosto e molhar meu travesseiro. Por incontáveis vezes me vi remoendo todos os episódios, tentando enxergar algo bom nessa série e alugando os ouvidos disponíveis para meus desabafos piegas . Por excessivas vezes me peguei pensando que não veria aquele olhar de menino a me encarar, que não sorveria mais aqueles sorrisos inocentes e nem desfrutaria daqueles toques intensos nem dos carinhos mais doces.
O tempo tic-tacou muitas vezes e ai a vida me surpreendeu...  Meia dúzia de palavras foi oferecida por alguém de filosofia diferente e pronto! Recobrei minha consciência, recoloquei meus óculos, limpei a maquiagem borrada e me levantei. Falando assim foi simples, mas na verdade isso fez parte do meu processo de luto.
De repente me vi acostumada com aquela ausência, me vi aceitando minhas novas possibilidades. Vejam bem, aceitei, mas não esqueci...
Parei de sonhar com aquele abraço apertado e aquele beijo... e percebi que esse jejum tornou-se comum.
A realidade teve uma reviravolta e me ofereceu inúmeras opções, mesmo assim recusei algumas. Afinal, eu aceitei, mas não esqueci...
Pra que chorar se eu sabia que depois eu iria sorrir? Ressaltar uma dor que a cada minuto perdia mais o sentido? Ah não, nesses momentos, intimamente e discretamente, sorria para as portas, paredes e janelas. Um sorriso explodia a cada vez que percebia que eu estava mais forte. A paz invadia meu coração e me deixava leve.
E sozinha deixei vivo aquele sentimento, deixei ele me amparar, me fazer companhia nos momentos de solidão e apertar minha mão quando sentia medo.
Dessa vez reduzi minhas expectativas e não esperei nada em troca.
Agora me falem, como eu nego algo que no fundo me trouxe coisas boas? Como achar um erro ter conhecido alguém quando pior seria, se não o tivesse feito? 
Retóricas feitas e chego à mais uma pergunta:  Será que você era tudo mesmo que me faltava?
Senti ausências, desesperos, vazios imensos, mas passou... O que antes faltava agora pode se exceder. Será possível uma complementação momentânea? Ou será que ela nunca existiu? Será que o gostei mesmo ou gostei mais do fato de gostar? Será que se soubesse claramente o que sentia por mim, o que eu era e o que significaria iria ser diferente?
Será que faltou falar o que você pensava e, da minha parte, fazer o mesmo?
Ou será que não sei responder nada disso porque enfim aceitei que certas coisas não cabem a mim? Basta. Encontrei minha resposta.




42 comentários:

Luara Mendonça disse...

Quando começamos criar espectativas que são MUITO difíceis de se realizar nos frustamos depois.
Por isso temos que ter cuidado com o que pensamos e com o que fazemos (;

www.luuh-mendonca.blogspot.com

Luna A.H. disse...

Muito Lindo o texto...
E muito verdadeiro...
Acho que todo mundo se pergunta isso em algum momento,porque tem pessoas que quando estão ao nosso lado parecem essenciais mais quando nos deixam depois de algum tempo eram apenas mais uma pessoa...
Talvez seja costume a companhia do outro,ou apenas um jeito de aprender mais alguma coisa...

Beijos =*

Muriele Stadnick. disse...

Poxa, faz todo sentido.
Ficar na expectativa é complicado, a gente voa muito mais alto que os nosso pés alcançam
murielestadnick.blogspot.com
@murielestadnick

Mi disse...

otima semana
beijinhos

Li disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Li disse...

De fato, quem espera menos, se frustra menos... mas quem não se ilude, deixa de viver mais uma de nossas felicidades temporárias... "A vida é uma ilusão, embora bastante persistente", já dizia Einstein. Será que tudo não se resume a escolhas e consequencias...
ok, chega de devaneios e mentiras... ;)

Alê disse...

Que tudo isso passe, e que um largo caminho se abra pra VC

Thaís Felix de Oliveira disse...

Um Relacionamente só será bom se nunca esquecermos quem somos, nunca dependermos do outro e sempre deixar tudo o que pensamos e acreditamos muito claro. Se acabar, talvez doa, ou não, mas passa.
:/

Patrícia Quel disse...

Edi,

Ai que lindo!!!!!
Qd diz em reduzir as expectativas, comcordo plenamente!!!!

Bjs!!!

Betty Gaeta disse...

Oi Edi,
Algumas pessoas nos marcam muito, mas muito mais pelas expectativas que jogamos em cima delas do que pelo que elas realmente são.
Bjkas e uma ótima 4ª-feira para vc.

www.gosto-disto.com

selgimenes disse...

Oi, Edi! Mais uma vez um texto seu reforça o que penso sobra a maturidade. Pra saber quem somos realmente percorremos um longo caminho, é assim que chegamos a maturidade e tudo é valido. Desde as expectativas frustradas até nossas surpresas mais agradáveis. Parabéns pelo texto

Bj grande

http://selmagimenes.blogspot.com/

karla C. disse...

Talvez você seja como eu, vive tudo intensamente, seja a alegria ou a dor. Mas, tudo é fase e como diz aquele clichê "o tempo cura", e vejo que já está mesmo fazendo feito. Sentir saudade não significa que queremos de volta, só que algo foi bom e se tornou inesquecível. Sempre é hora de viver o novo e explorar todas as possibilidades :)

viciose.blogspot.com

Elcimar Barboza Reis disse...

Realmente reduzir as expectativas é fundamental na minha opinião!... ^^

Retribui o comment
http://acessopermitidoblog.blogspot.com/

Roberta Fernandes disse...

adorei flor lindo

beijosss

Nathii disse...

Oi Edi!
Lindissimo o texto, as vezes a gente acho que a pessoa é tão legal cria milhares de expectativas e depois ve que não era tão assim as coisas.

Beijocas ^^

Anna disse...

Texto lindo e forte!
Temos que pegar leve em relação a grandes expectativas...
Bjooo

Renata Linhares disse...

Filosofar é sempre muito bom. Também faço auto-análise do meu dia a dia e dos meus sentimentos. Vale a pena a gente se conhecer mais e mais pra depois dar espaço pro outro entrar.

Bjs!
http://scarpindeonca.blogspot.com/

Lívia Regly disse...

Agente erra por esperar demais do outro. Doa esperando algo em troca e,como vc mesmo disse, superestimou demais.
Uma coisa é certa: tudo um dia passa. Dói, mas passa.
Linda semana pra vc.

bjinhos

http://somewhere-in-world.com/

Thaysa Fox disse...

Adoro seus texto, inclusive um "nem tudo que reluz é ouro" me deixou mais leve, e com sorriso mais aberto, otimoo!

http://seligabixa.blogspot.com/
beijocas **

jessy gomez disse...

Adorei seus textos, Amei o BLOG :D
já estou seguindo!
Segue o MEU TAMBÉM? beeijos

http://fabulousgirl-makeup.blogspot.com/

Baixinha Estilosa disse...

Obrigada pela visita lá no blog!
Muito interessante o seu post, gostei bastante.
Kiss

Uma Pulga em desesperO disse...

Primeiro ache a pergunta certa. Bjus!

Natália Limiro de Castro disse...

Nossa...vi a mim mesma nesse texto. Acho que uma hora ou outra, todas passamos por momentos assim né?!
beijinhos querida
otima semana

Gothic Owl disse...

Que lindo o texto!
Acho que temos que viver um dia após o outro, nem tudo são flores, assim como nem tudo são espinhos, há sempre uma balança e esse é o sentido da vida!


Tá rolando sorteio lá no blog, já está participando?
gothicwl.blogspot.com

Teca disse...

Vc não era td q me faltava, mas uma parte do q sou!
Ótimo texto!
Bjão

Camila Vasconcelos disse...

Lindooonaaa, amei seu cantinhooo, adorei o jeito que você escreve. Já estou te seguindo! Depois dá uma passada lá no meu
estiloinside.blogspot.com

Beijos.
Camila Vasconcelos

Luana Nascimento disse...

Eu ainda não consegui aceitar, esquecer muito menos.. mas to na luta e espero que consiga logoooooo. Faz uma falta enoooorme, mas esse vazio um dia irá ser ocupado, ou não..
;p


Beijooos!

Pri disse...

Aii que lindo!!! Fiquei arrepiada...

beijinhos
http://www.deliriosdeconsumo.com/

Any Brasil disse...

nossa que lindo, e que pergunta hein, uma duvida.
trendluxo.blogspot.com

Káh Menezes. disse...

Retribuindo carinho!
Postei um vídeo novo, queria muito que você podesse avaliar, e se inscrever se gostar!
Link: www.youtube.com/user/kahmenezees

Beijos, Káh.
www.universoblue.blogspot.com

Denise disse...

É impressionante perceber como o tempo é capaz de exercer tamanha influência no nosso modo de enxergar a vida. E o melhor disso é olhar para o passado e perceber que apesar de todos os tombos, levantamos mais fortes e muito mais preparados para superar outros obstáculos que podem aparecer. Pra quem ainda não conseguiu se reerguer e encontrar um ponto de equilíbrio, vale lembrar que a vida nos surpreende e muito. Independente do tempo que leve,sempre encontraremos as respostas para a mais complexas indagações, basta saber aceitar e estar preparado para um novo recomeço.

(Belíssimo texto Berola)

Viva Glitter disse...

Amo os seus textos Edi!
Acho que ser humano tem uma capacidade imensa de criar expectativas sobre tudo e todos... É dificil quando vc nao supera as suas próprias expectativas, imagina quando a outra nao supera para voce? Mas a vida segue em frente... Sempre buscando as respostas!

Beijo enorme,
@VivaGlitter

Lallie disse...

Edi, obrigada pelo comentário no meu blog. Fiquei super feliz!
Como você escreve bem. O dom da palavra não é pra qualquer pessoa!

Talvez eu seja um pouco otimista demais. Acho que ainda prefiro me jogar 100% e quebrar a cara, do que viver com o pé atrás. Uma coisa que aprendi foi que tudo tem um "começo, um meio e um fim". Mas que seja intenso em todos os momentos, até nos ruins! Não sei viver "meia-boca"! hehe~

Bisous :*
macherielafolie.blogspot.com

Luana S. disse...

ooi linda, tb ameei seu blog *-*
e ja estou te seguindo tb.
beeijos
http://girlstylish.blogspot.com/

Nina Dantas disse...

Nossa, que texto legal! Quem nunca se viu na situação que atire a primeira pedra. Beijo!

www.roadripdanina.com

Mariana Ayumi disse...

Ai que lindo o texto!
Muito obrigada pelo comentário no meu blog.
Que bom que você pensa nisso, eu também acho a mesmo coisa!





allaboutteeen.blogspot.com
Volte Sempre!

Thalitha Mercês disse...

Obrigada pela visita no meu blog, que bom q no fim gostou das POLAINAS... rsrsrsrsrs. Seu texto é muito lindo, me identifiquei com ele, já estive nessa situação. Afinal: Quem nunca esteve né?
Bjokas e continue a me visitar

http://coisasdethalitha.blogspot.com

Roberta Marcelino disse...

Adorei o seu post de hoje, e o seu blog!! Estou seguindo você... Espero você no meu cantinho também, viu?

Tenha um maravilhoso final de semana! Beijinhos.

http://mynewlifeisstarting.blogspot.com

Thaís Araújo disse...

Eu felizmente já achei tudo que me faltava! Rss.. O texto é lindo!
Bjs, Thá.
http://consumisse.blogspot.com
@thaharaujo

Juliana disse...

Muito bom o texto...
Obrigada pela visita, volte sempre que puder!
Beijos e bom final de semana!
www.mentevaziaeoficinade.blogspot.com

Thaysa Fox disse...

Biixa! saudades desse cantinho, adoro seus texto! D+ (;

http://seligabixa.blogspot.com/
beijocas **

lea disse...

obrigada pela visita e pelo carinho, to retribuindo, bjss